Como vem sendo tradição, o Instituto dos Pupilos do Exército proporcionou aos alunos do nono ano a oportunidade de assistir presencialmente à representação de um clássico do teatro português, Auto da Barca do Inferno.

Na chuvosa manhã de 23 de novembro, o auditório da Companhia de Teatro O Sonho encheu-se de vida e de gargalhadas, graças ao génio das palavras de Gil Vicente, à visão do encenador e ao talento dos jovens atores.

Representado desde o século XVI, o Auto da Barca do Inferno não perdeu atualidade. Na verdade, mantém-se oportuna e certeira a crítica à tirania, à vaidade, à mentira e a tantas outras fraquezas da conduta humana.

Porque a Arte nos ajuda a refletir e a ganhar consciência, esta foi uma manhã rica em aprendizagens.