Dos 55 projetos, na categoria de software, selecionados para o concurso nacional de provas de aptidão profissional (PAP), organizado pela Associação Nacional de Professores de Informática (ANPRI), a aplicação “Give IT easy” alcançou o 1º lugar.

Foi na passada sexta-feira, dia 23 de julho, que os alunos Pedro Vieira, Afonso Maduro e Mário Vieira, perante um júri de personalidades ligadas ao meio informático, apresentaram e defenderam brilhantemente, a sua PAP intitulada “Give IT easy”, alcançando o degrau mais alto do pódio.

Dos excelentes trabalhos a concurso, dificultando a escolha do júri, o esforço que os alunos do IPE colocaram no desenvolvimento da aplicação ao longo do ano e a disponibilidade dos alunos e respetivos professores na preparação do pitch de 5 minutos, ditaram a escolha do júri.

Num ano de extremas dificuldades para todos, onde a solidariedade e a entreajuda estiveram presentes em vários níveis da sociedade, esta aplicação pretende dar o seu contributo na facilitação do processo de doação de bens ou serviços aos mais necessitados. É uma aplicação móvel que permite, que cada um de nós, em função dos bens ou serviços que temos para doar, possamos identificar as instituições que se encontram mais perto de nós, recorrendo a processos de geolocalização, possibilitando a entrega dos bens ou serviços.

Se dúvidas houvesse, dos 20 valores atribuídos a esta PAP, quando da apresentação das mesmas para a conclusão do curso profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos, ficaram desfeitas através deste reconhecimento nacional do magnífico trabalho realizado.

Estão de parabéns os alunos que criaram, os professores que os acompanharam e orientaram e o Instituto por proporcionar um ambiente favorável à aprendizagem e ao desenvolvimento pessoal dos alunos.

Com mais este reconhecimento nacional, não nos restam quaisquer dúvidas que o caminho que trilhámos para o curso de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos, é um caminho de sucesso.

A todos, muitos parabéns por mais este reconhecimento alcançado.

QUERER É PODER