Sua Excelência, o Almirante Chefe de Estado-Maior da Armada atribui a Medalha de Militar da Cruz Naval de 1ª Classe ao Instituto dos Pupilos do Exército:

“Por despacho do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada, de 4 de maio de
2017:
DESPACHO DE CONCESSÃO DA MEDALHA MILITAR DA CRUZ NAVAL DE 1.ª CLASSE.
O Instituto dos Pupilos do Exército (IPE) criado, nos alvores da República, por Decreto
de 25 de maio de 1911, é um estabelecimento militar centenário, que tem acumulado, ao
longo destes anos, prestígio e realizações, que cumpre, também à Marinha, reconhecer.
Ao longo da sua existência, o IPE tem conseguido, com reconhecido mérito, formar
jovens que, “pelo trabalho e esforço próprios se mantenham na vida com independência e
dignidade” e se tenham imposto na sociedade como cidadãos “úteis à democracia”.
Fiel a estes princípios, inscritos no seu Decreto fundacional, pode hoje o IPE
orgulhar-se de ter visto trilhar esse desígnio, com sucesso, mais de 7000 alunos, homens e
mulheres, dos quais um número significativo se veio a destacar, de forma assinalável, nas
mais diversas áreas ocupacionais da nossa sociedade, provando a mais-valia da formação
militar.
Honrando a sua designação inicial, Instituto Profissional dos Pupilos dos Exércitos de
Terra e Mar, muitos destes homens e mulheres desenvolveram atividades relacionadas com
o mar, fosse no campo profissional e recreativo, fosse na área cultural, associativa e
desportiva. Muitas destes antigos alunos do IPE optaram por abraçar a carreira militar e,
por essa razão, em especial na Marinha, mas também na Autoridade Marítima Nacional,
deram, no seu dia a dia, usufruto relevante do seu sólido e essencial trabalho, não poucas
vezes de forma discreta, ou mesmo anónima.
É por isso que, sem dificuldade, podemos identificar, quer no passado, quer no
presente, um apreciável número de figuras de reconhecido mérito que, quer através da sua
atividade profissional, quer através do seu desempenho em outras áreas da nossa
sociedade, têm contribuído para o prestigio da Armada, ou de entidades e instituições com
ela diretamente relacionadas. O seu expressivo número e notoriedade não só no universo
militar, mas também nas Marinhas Mercante e de Recreio, veio mesmo a contribuir
decisivamente para a constituição, em 2005, do Núcleo dos Pilões Navais, no seio da
Associação dos Pupilos do Exército (APE).
Assim, de forma natural, o trabalho desenvolvido pelo IPE, revelado na indelével
marca que deixa na personalidade daqueles que ajudou a formar como cidadãos de
referência, tem sido amplamente reconhecido, ao longo da sua existência.

Tal facto, é sobejamente provado pelas diversas condecorações, nacionais e estrangeiras, com que tem sido agraciado o seu estandarte nacional.
Pelo antes exposto e por considerar que o Instituto dos Pupilos do Exército, como
estabelecimento militar de ensino, tem formado, com excelência, um significativo e
relevante número de cidadãos e marinheiros, que muito têm contribuído, com o seu saber e
empenho, para o prestígio e bom nome da Marinha, assim como para o desenvolvimento
das atividades relacionadas com o mar, nas mais diversas áreas da nossa sociedade,
concedo, com inteira justiça, ao Instituto dos Pupilos do Exército, ao abrigo do disposto no
artigo 26.º do Regulamento da Medalha Militar, a Medalha de Cruz Naval de 1.ª Classe.

(Ordem da Armada de 10 de Maio de 2017)”