No dia 14 de fevereiro de 2017, corresponderam ao desafio lançado pelo PES, em articulação com o 1º Sargento Enfermeiro José Vilhena, doando o seu sangue sob o lema “dar sangue é dar vida”, alunos, militares, professores, funcionários e encarregados de educação, estes últimos com uma participação significativa, transmitindo aos educandos, com o seu exemplo, os valores de solidariedade que se pretende valorizar com esta ação. Esta iniciativa foi levada a cabo em colaboração com o IPST, que se disponibilizou para enviar ao IPE as equipas técnicas necessárias para o efeito. Paralelamente, foram desenvolvidas atividades relacionadas com o tema nas turmas de 6º ano, sob a orientação dos professores Carla Costa, Luís Morais e Alexandra Gonçalves, no âmbito das disciplinas de Educação Visual, Educação Tecnológica e Ciências Naturais. Foram elaborados trabalhos que tiveram como mote o CORAÇÃO HUMANO, que foi objeto de estudo nestas disciplinas. Os trabalhos foram expostos no Ginásio da 1ª Secção (local de colheita) e todos os voluntários levaram para casa um marcador de livros. Estes marcadores foram elaborados com frases criadas pelos alunos alusivas ao tema e com o registo dos seus trabalhos: desenho à vista do coração humano, feito com lápis de cor sobre papel cavalinho. A colheita de sangue decorreu ao longo de toda a manhã, tendo sido notória a disponibilidade, simpatia e eficiência das equipas do IPST presentes. Graças a estes técnicos, a todos os dadores que compareceram nesta ação de solidariedade, e a todos os que de uma maneira ou de outra deram o seu contributo, foi possível obter 33 dádivas das 47 pessoas inscritas.